Missão Urbana

União Central Brasileira

Preparando para Crescer

Introdução

1. Nem todas as igrejas estão preparadas para crescer em número e em espirito…

a. Considere a igreja de Laodiceia – Apocalipse 3:15-19

b. Mesmo se um evangelista de sucesso tivesse vindo e convertido a muitos, quantos teriam permanecido fiéis em um ambiente espiritual como aquele?

2. Para que as igrejas cresçam elas precisam olhar além do seu esforço evangelistico…

a. Pois taxa de mortalidade de recém convertidos é geralmente alta

b. A menos que a congregação esteja prepareda para assimilar e nutrir novos convertidos, qualquer sucesso em evangelismo tem a vida curta

3. Para ter real crescimento, duradouro, devemos nos preparar para crescer!

a. Preparando a nós mesmos como congregação

b. Preparando os membros individuais da congregação

[O que é necessário em “se preparar para crescer” ? Primeiro, permita-me sugerir…]

I. O QUE PRECISAMOS FAZER COMO CONGREGAÇÃO ?

A. OFERECER IGREJAS QUE EDIFICAM…

1. A primeira exposição que muitos tem do evangelho é visitando a congregação local

a. O que eles veem e ouvem? Eles enxergam amor? Joao 13: 34-35

b. Eles são aproximados de Deus? 1 Cor. 14:25

c. Os nossos visitantes experimentam cortesia, calor e interesse em assuntos espirituais?

— Não é toda a igreja que conduz ao louvor e crescimento espiritual — 1 Cor 11:17; 14:26

2. Recem convertidos muitas vezes dependem seriamente da alimentação espiritual oferecida pelas igrejas, e com razão — Hebreus 10:24-25

a. Animados com sua nova fé, ansiosos para crescer nela rapidamente, eles atendem a todos os serviços da igreja

b. E o que eles encontram? Serviços sem dedicação total? Serviços escassos e realizados por membros somente pelos idosos?

3. Se estamos sendo sérios sobre o crescimento…

a. Aqueles que lideram as igrejas devem levar suas responsabilidades a sério

(1) vindo preparados para realizar suas atividades

(2) desenvolvendo com felicidade e entusiasmo suas tarefas

b. Todo membro deve fazer o que pode para tornar as igrejas edificantes para todos

(1) chegando cedo para das as boas vindas

(2) participando com dedicação do serviço de cânticos, orações, etc.

(3) estando sempre presente e posteriormente realizando visitas

B. ASSIMILAR E NUTRIR NOVOS MEMBROS…

1. Por mais valiosas que as igrejas possam ser, nem sempre elas são suficientes por si só

a. Novos membros podem permanence “à margem”

(1) ignorados na “vida familiar” da congregação (atividades que os membros realizam juntos)

(2) permanencendo inativos por muito tempo, eles podem começar a olhar para outros lugares

b. Bebês em Cristo várias vezes precisam de nutrição e atenção especial

(1) recém convertidos quase sempre trazem com eles muitos problemas pessoais

(2) eles necessitam do interesse e preocupação dos cristãos maduros — Romanos 15: 1-3

(3) de outra forma, logo irão se “definhar”

[ O que é preciso para que uma congregação possa providenciar tais coisas? Isso começa com o que estamos dispostos a fazer individualmente, pois uma igreja não se tornará mais forte ou poderá crescer se os membros não estiverem dispostos a isso. Deixe-me sugerir…]

II. O QUE DEVEMOS FAZER COMO INDIVÍDUOS

A. ESTREITAR NOSSO RELACIONAMENTO COM DEUS …

1. Por que isso é tão importante?

a. Os outros precisam enxergar em nós as bênçãos de andar com Deus – não simplesmente o orgulho de conhecer a Verdade!

b. Nós não podemos compartilhar algo que não temos!

2. Não importa quão forte seja nosso relacionamento com Deus, podemos sempre melhorar

a. Paulo reconheceu isso em sua própria vida — Filipenses 3: 12-15

b. Pedro escreveu que nosso crescimento espiritual deve estar sempre aumentando – 2 Pedro 1:5-8

3. Consequentemente nós devemos continuar adicionando à nossa fé a virtude,  e à virtude o conhecimento…

a. Muito disso é realizado através da devoção pessoal diária – Salmos 1:1-3

b. Porém, esforços pessoais devem vir acompanhados pela frequencia à igreja – Hebreus 10: 24-25

B. ESTREITAR NOSSO RELACIONAMENTO UM COM O OUTRO

1. Por que isso é tão importante?

a. Nosso amor e unidade é um importante testemundo de Cristo – João 13:34-35; 17:20-21

b. Um forte relacionamento entre os cristãos é essencial para assimilar e nutrir novos cristãos

2. Não importa quão forte seja nosso relacionamento um com o outro, podemos sempre melhorar

a. Como Paulo exortou os Tessalnonicenses – 1 Tessalonicenses 4:9-10

b. Como Pedro escreveu aos cristão em geral – 1 Pedro 1:22

3. Consequentemente nós devemos procurar oportunidades para estreitar nosso vínculo com Cristo…

a. Comparecimento regular certamente é uma grande ajuda – Hebreus 10:24-25

b. Também a hospitalidade (tanto oferecida, quanto aceita) – 1 Pedro 4:8-9

C. DESENVOLVER UM RELACIONAMENTO COM O PERDIDO…

1. Por que isso é tão importante?

a. A luz deve brilhar no escuro para ter valor – Mateus 5:14-16

b. Se as pessoas estão doentes, aqueles com a cura devem estar dispostos a estar entre eles – Mateus 9:10-13

c. Um bom testemunho pode preparar a pessoa para receber a Palavra – 1 Pedro3:1-2

d. O relacionamento com o perdido serve como base para o relacionamento depois que estiverem salvos

2. Desenvolver um relacionamento com o perdido é um precesso contínuo

a. Se um esforço para compartilhar a palavra não é bem recebido, talvez precisemos seguir adiante – Mateus 7:6

b. Assim como Jesus não permanence em um só lugar, nós não podemos limitar o nosso alcance apenas a amigos, parentes e vizinhos – Lucas 4: 42-44

3. Consequentemente, devemos estar sempre a procura para novos relacionamentos com os perdidos…

a. A simples hospitalidade poderá percorrer um longo caminho (tanto a oferecida, quanto a recebida) – Mateus 9:9-13

(1) Mateus extendeu sua hospitalidade aos amigos logo quando foi chamado por Cristo

(2) Jesus aceitou a oportunidade de comer e ficar com os perdidos

b. Convidar o perdido para vir à igreja pode ser muito proveitoso

(1) Dando a eles a oportunidade de se encontrarem com outros cristãos

(2) Com quem eles também podem desenvolver um relacionamento

CONCLUSÃO

1. Para sermos úteis ao Mestre, um individuo precisa se preparar – 2 Timoteo 2:21-22

2. O mesmo acontece com respeito a igreja …

a. Uma congregação que se prepara será usada pelo Senhor

b. Assim como o Senhor esteve disposto a providenciar uma porta aberta para a igreja de Filadelfia – Apocalipse 3:8

3. Como vimos, nós devemos nos preparar tanto como indivíduos, como congregação…

a. Mas a responsabilidade recai principalmente sobre nós, como indivíduos

b. Pois uma corrente não é mais forte do que o seu elo mais fraco

c. Se nós, como indivíduos falhamos em fazer a nossa parte, qualquer esforço para a congregação como um todo é grandemente enfraquecida, senão mortalmente ferida!

Nós realmente queremos crescer? Como um corpo físico, a única alternativa para crescimento é a deterioração gradual e a morte.

Somos como a igreja de Laociceia ou como a de Filadelfia?

A resposta pode muito bem ser encontrada se estivermos “nos preparando para crescer”!