Missão Urbana

União Central Brasileira

Cuidado atrás do Volante

Ficamos chocados com a notícia do empresário de 36 anos, acusado de provocar um acidente que resultou na morte de uma advogada, de 28 anos, no Itaim Bibi, bairro nobre da Zona Oeste de São Paulo. Segundo a polícia, o Porsche dirigido pelo empresário estava a 150 km/h, quando a velocidade máxima na via é de 60km/h. Ao delegado Noel Rodrigues de Oliveira, o empresário admitiu ter ingerido bebida alcoólica antes do acidente e “estar em velocidade não compatível com a via”. Ele demonstrou que não tinha controle emocional e irresponsabilidade.

O comportamento moderno deste motorista lembra a história de Jeú. Quando Jeú nasceu, ele escolheu viver perigosamente. Ao longo da vida, ele tinha uma velocidade – a todo vapor. Ele foi gerado por um ciclone, nutrido por um trovão e entronizado através de uma revolução de banho de sangue. Jeú se tornou sinônimo de irresponsabilidade e agressão. Sua dinastia foi chamada pelos especialistas de “Dinastia da Execução”, já que ele executava até reis como se estivesse espantando moscas de cima da mesa. Leia sua biografia em 2 Reis 9:11-10:36.

Jeú dirigia sua carruagem de maneira selvagem e gastava mais tempo levantando poeira em duas rodas do que erguendo o nível social e moral em seu reinado. Na verdade, sua reputação inteira girava em torno do seu modo de dirigir. Em uma ocasião, ele selou uma amizade através de uma corrida enlouquecida de carruagem, durante o qual ele demonstrou o seu “zelo pelo Senhor” (2 Reis 10:15-16). Leia e imagina a cena a seguir: “E, partindo dali, encontrou a Jonadabe, filho de Recabe, que lhe vinha ao encontro, o qual saudou e lhe disse: Reto é o teu coração para comigo, como o meu o é para contigo? E disse Jonadabe: É. Então, se é, dá-me a mão. E deu-lhe a mão, e Jeú fê-lo subir consigo ao carro. E disse: Vai comigo, e verás o meu zelo para com o SENHOR. E o puseram no seu carro.”

Essa história me fez rir em alto e bom som! Eu acredito que  Jonadabe nunca mais foi o mesmo. Ele provavelmente  morreu  com os olhos aberto, branco como arroz e com as manchas de mosquitos em seu rosto. Seus ossos ainda estão tremendo. Jonadabe provavelmente vai gaguejar por toda eternidade.

Mas uma cena mais pitoresca é mostrada anteriormente em 2 Reis 9:20, enquanto Jeú se aproxima de dois reis ateus, Jorão e Acazias (que ficaram, sem dúvida, assutados até a morte). O verso a seguir descreve sua chegada a distância: “…E o atalaia o fez saber, dizendo: Também este chegou a eles, porém não volta; e o andar parece como o andar de Jeú, filho de Ninsi, porque anda furiosamente.” Veja você, o provérbio usado para veloz e furioso é “andar como anda Jeú”. A Nova Versão Internacional diz “…ele dirige como um louco.”

Filhos e filhas de Jeú são vistos ainda hoje em nosso meio. Carruagens de cedro polidas, puxadas por cavalos fortes se transformaram em suaves e macios carros esportivos ou maravilhosos sedans. Mas ainda existe uma grande semelhança  entre os motoristas e suas reputações. O que é mais marcante é que os Jeús do século XX não são sempre os grandalhões com olhares nervosos e armas em volta da cintura. As vezes são adolescentes querendo impressionar garotas… ou donas de casa com muitas crianças… ou executivos bem vestidos atrasados para o almoço…

A maneira como nós agimos atrás do volante indica muito mais sobre o nosso relacionamento com Deus do que quando estamos pregando ou sorrindo sobre uma Bíblia cheia de partes grifadas. Por que você e eu não nos comprometemos a dirigirmos a uma velocidade menor e (diferente de Jeú) uma reputação bem menos furiosa? Se ocasionalmente precisarmos aumentar a velocidade, talvez, isto nos ajudará a cantar em alto e bom som:

  • A cada 75 km … “Deus cuidará de ti”
  • A cada 85 km… “Me Guia, ó Grande Jeová”
  • A cada 95 km… “Mais perto, meu Deus, de Ti”
  • A cada 100 km… “Mais perto, ainda mais perto”
  • A cada 110 km… “Este mundo não é meu lar”
  • A cada 120 km… “Senhor, estou indo para o lar”
  • Mais de 130 km… “Memórias preciosas”

Uma coisa é certa, nós devemos tirar todos os adesivos das janelas que anunciam a nossa fé.  É duro explicar pombas, peixes e coisas escritas em grego para guardas que só lêem em português e  nunca escutaram sobre Jeú.

 

Aprofundando suas raízes
2 Reis 10; João 13:34; 1 Pedro 2:11-16

Ramificando
1. Não exceda nenhum limite de velocidade esta semana!
2. Peça a outras cinco pessoas para lhe descreverem dirigindo

 

Growing Strong In The Seasons Of Life (Crescendo nas Estações da Vida)